Intervenção Sistémica: Famílias, Organizações e Comunidades

Na complexidade das relações familiares, a mudança acontece (ou não acontece quando devia acontecer), e 
provoca crises com impacto a nível individual, conjugal e parental. Neste quadro, profissionais das áreas da 
clínica, da saúde, da ação social ou da educação podem ser chamados a apoiar as famílias, ajudando-as a 
(re)encontrar um equilíbrio, a crescer com as crises e a descobrir uma forma positiva de Ser Família. 
 
A proposta do Curso de Intervenção Sistémica vem na sequência do pedido de vários formandos que frequentaram 
o Curso de Introdução à Terapia Familiar, na medida em que se sentiam motivados para aprofundar estes temas e 
conhecer mais sobre a Abordagem Sistémica aplicada. 

O curso terá um carácter fundamentalmente prático, com vista a dar resposta às necessidades de todos os  
profissionais que se encontram no terreno a trabalhar com famílias, organizações e/ou comunidades. 


 

Objectivos

Programa

 

 Intervenção Sistémica: Famílias, Organizações e Comunidade

(35hrs)

 

Formadores: Catarina Rivero* & Paulo Vitória**

 

  

Calendarização:

13, 14, 20, 21 e 26 de Novembro de 2014

(9h30 – 17h30)

  

Investimento: €180

 20% de Desconto para Associados APTEFC, APS, ou para participantes de outras ações do Núcleo de Formação Sistémica 

 

 Ficha de Inscrição

  

 

 

 

 

 

 

 

4  Conhecer o essencial da história e das escolas clássicas da visão sistémica.

 

4   Diferenciar as marcas das diferentes escolas nas intervenções sistémicas.

 

4  Praticar técnicas e instrumentos de diagnóstico e de intervenção sistémica em múltiplos contextos (Famílias, Organizações e Comunidades).


 

A visão sistémica: Espírito, princípios e conceitos básicos.

Alguns conceitos chave da visão sistémica: ciclo de vida da família, estrutura da família, comunicação e processos relacionais (as principais escolas clássicas da perspetiva sistémica).

Principais instrumentos de diagnóstico e de intervenção sistémica.

Para lá dos limites da família: A visão sistémica aplicada a outros sistemas.

Estudo de casos apresentados pela equipa de formadores (famílias, organizações, intervenção social e comunitária).

Supervisão de casos apresentados pelo grupo de formandos.


*Catarina Rivero - Psicóloga Clínica e Terapeuta Familiar. Docente Covidada no Instituto Piaget Almada. Formadora e Speaker nas áreas da Psicologia Positiva, Bem-Estar, Intervenção Social, Trabalho em Equipa e Famílias.  Master em Terapia Familiar pela Universidade de Sevilha, com Mestrado Executivo em Psicologia Positiva Aplicada pela Universidade de Lisboa. É Licenciada em Psicologia pela Universidade de Lisboa. É membro fundador e formadora da Associação Portuguesa de Estudos e Intervenção em Psicologia Positiva. Coordena o Núcleo de Formação Sistémica da Associação Portuguesa de Terapia Familiar e Comunitária. É co-autora do livro Positiva-Mente, editado em 2011 pela Esfera dos Livros; e do Manual de Práticas Colaborativas e Positivas na Intervenção Social, editado pela EAPN Portugal em 2013. Site: www.catarinarivero.com 

**Paulo Duarte Vitória -  Psicólogo e Terapeuta Familiar (SPTF). Professor na Faculdade de Ciências da Saúde da UBI, Licenciado em Psicologia pela Universidade de Lisboa. Mestre em Comportamento Organizacional pelo ISPA. Doutorado em Psicologia Social pelo ISCTE-IUL. Formador Certificado (Instituto do Emprego e Formação Profissional e Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua de Professores). Membro da Direção da Associação Portuguesa de Terapia Familiar e Comunitária.